[REVIEW] Witches vol. 1: um mosaico cultural e a modernidade autodestrutiva

O primeiro volume de Witches nos apresenta um antologia de histórias sobre magia, bruxas e, principalmente, sobre o próprio ser humano. Em primeiro lugar, vou falar dos aspectos negativos, para tirá-los logo do caminho. Talvez a falta de investimento emocional seja a maior constante entre praticamente todos os one-shots ou, como é o caso deste mangá, … Mais [REVIEW] Witches vol. 1: um mosaico cultural e a modernidade autodestrutiva

[REVIEW] A Voz do Silêncio #1: quem bulina os bullies?

somos apresentados à criança “problema” Shouya Ishida, que na real, nem é tão problema assim. Isso é, pelo menos até a absurdamente meiga Shouko Nishimiya ser transferida para sua escola. … Mais [REVIEW] A Voz do Silêncio #1: quem bulina os bullies?

Os vilões idealistas de Boku no Hero Academia

[ATENÇÃO: spoilers massivos do episódio 30 a anteriores do anime de Boku no Hero Academia, e alguns menores até o capítulo 90 do mangá].
Desde que o arco de episódios do “Stain” no anime para televisão de My Hero Academia (ou Boku no Hero Academia para os nipófilos), as discussões sobre a validade do sistema de heróis desse universo e a qualidade do próprio Stain como ser humano e vilão começaram a pipocar por aí. Além, é claro, da fodisse do herói filho da puta mais poderoso, o Endeavor.
Mais Os vilões idealistas de Boku no Hero Academia

Como o universo de Shingeki no Kyojin arruinou seu próprio conceito de terror

[ATENÇÃO, spoilers do mangá]

Muita controvérsia foi criada há alguns meses, quando o mangá de Shingeki no Kyojin (Attack on Titan, ou Ataque dos Titãs) nos mostrou que não sós esses dois títulos traduzidos levaram uma passada de mão na bunda dos japoneses, como o próprio conceito básico da série foi destruído. … Mais Como o universo de Shingeki no Kyojin arruinou seu próprio conceito de terror