Darling in The FranXX – consequências e crescimento

O episódio 22 de Darling in The FranXX não foi necessariamente surpreendente (aqui vão haver spoilers dele, se já não estava claro), mas foi bastante emotivo.

Com todas as peças colocadas em seu devido lugar no tabuleiro e os 2 últimos episódios da série sendo provavelmente focados em uma grande guerra e na finalização da série, esse serviu para termos as consequências das ações dos nossos heróis e vilões nos últimos tempos e para terminar o seu desenvolvimento.

Crianças e sua responsabilidade.jpg
Confirmado: segunda temporada será sobre adolescentes instáveis trabalhando a terra, e deus tá vendo vocês reutilizarem o mesmo desenho duas vezes nessa cena.

A construção dos personagens e seu relacionamento são com certeza o foco dessa série, mas para além disso, temos o seu crescimento, o seu amadurecimento.

Quando a série terminar, pretendo fazer uns textos sobre ela inteira, mas por enquanto vamos nos limitar ao episódio 22.

Nele, muito além da enebriante vitória e libertação, temos as amargas consequências da liberdade, a responsabilidade e os sacrifícios pessoais.

plantação perdida Darling in The FranXX
Mas como todos sabemos, a vida adulta tem seus lados lados negativos e desafios que a maioria dos adolescentes e sad boys nem desconfia.

Até agora, praticamente tudo que todo mundo fez foi obedecer as ordens do Papa, seja a Zero Two achando que se tornaria humana ao matar Urrossauros (ou Klaxossauros), seja o Zorome achando que um dia seria adulto, ou mesmo a noção coletiva de que a existência deles servia o único propósito de lutar por algum tempo e morrer, decartados como uma ferramenta que já teve seu uso, mas agora não serve mais, como acontece com a turma do 090 quando ordenados executar o protocolo 36.

Muito além do que aconteceu no arco que ficaram presos na Gaiola, agora eles não apenas estão por si mesmos, como devem confrontar as consequências de não existirem mais adultos para cuidar deles (ou para espancá-lo e fazer experimentos dignos do Doutor Mengele).

090-e-o-protocolo-36-darling-in-the-franxx.png
090 e outros esquadrões representam as crianças que são completamente descartáveis aos APEs e aos adultos, gostaria que tivessem sido mais desenvolvidos.

Como a própria Ichigo fala no seu breve diálogo com os Nines no episódio 21, agora precisam analisar a situação e chegar a uma solução sozinhos. Algo que os Nines sequer podem compreender de tão profundamente dependentes do Papa e dos adultos.

A frase que é repetida até com certa exaustão no episódio 22, dita por Heráclito lá na saudosa Grécia Antiga:

“Um homem jamais jamais entra no mesmo rio duas vezes, pois o rio não será o mesmo e nem ele será mais o homem que era”

Como Peter Silveira (um colega de grupo de Facebook) sugeriu, os Urrossauros, os VIRM e os humanos imortais estão estagnados porque são incapazes de crescer.

adultos darling in the Franxx.png
Os “””adultos””” de Darling in The FranXX trocaram sua liberdade por continuar vivendo.

Para começar com os Urrossauros, que focaram toda a sua civilização e existência para a guerra, destruíram suas individualidades e se tornaram uma grande massa amorfa que quase foi derrotada pelos adolescentes fantoches.

Já os seres humanos imortais decidiram entregar toda a sua liberdade pelo mero desejo de viver para sempre (não que seja algo pequeno, mas, como vimos, o preço a pagar pela sua imortalidade foi deixar de viver para meramente existir). Levados pelos próprios anseios, foram jogados em prisões douradas e foram transformados em meros vegetais, não sentem mais prazer ou raiva, só uma eterna melancolia por já terem feito tudo o que poderiam naquele ambiente fechado e limitado.

Suas cidades não são radiantes ou sequer vivas, como a própria Zero Two fala, não possuem céu ou mar, suas ruas não levam a lugar algum, não passam de um fim da linha para a vida.

Projeto dos latifúndios Darling in the Franxx
Os projetos dos Latifúndios, basicamente gaiolas de ouro.

O nome Plantation (Latifúndio) parece ser bastante justo para um lugar que não passava de uma plantação de seres humanos, meramente cultivados pelos APEs/VIRM apenas para serem colhidos quando a hora chegasse.

Sem contar o fato de terem jogado qualquer noção de ética ou moralidade debaixo do caminhão ao tratar as crianças que pilotariam os FranXX de forma tão desumana. Isso tudo apenas para manter seu modo de vida patético.

Os VIRM por sua vez lembram muito mais um culto de fanáticos religiosos, tal qual cristãos que dizem que Jesus te ama e vão te matar ou o muçulmanos que pregam o Islã como religião da paz na mesma frase que prometem arrancar a cabeça do infiel que ousou ir contra seus preceitos.

Eles são incapazes de entender que outras pessoas, outros povos, podem não ter o mesmo ideal de evolução distorcido deles. Portanto, entendem qualquer um que se oponha a eles como uma ameaça à paz e um mal a ser combatido.

APEs humaos e VIRM.jpg

Sua estagnação ideológica é tão grande que já estão tentando invadir a Terra pela terceira vez, me lembra um pouco os socialistas do século XXI, que não cansam de ver exemplos da sua ideologia fracassando, mas nunca desistem de falhar mais uma vez.

O que cada um desses grupos têm como consequências de sua incapacidade de evoluir? A destruição de sua civilização, e consequente estagnação que leva ao inevitável colapso moral e social, como a história já nos ensina nos casos dos Impérios Romano, Otomano e Chinês da dinastia Qing.

A própria Zero Two é um bom exemplo disso, dado que na primeira metade do anime, seu propósito era apenas matar Urrossauros para que pudesse virar humana e se encontrasse com o seu Darling. Isso acabou por torná-la um monstro, alguém que sugava a vida de incontáveis Stamen para que pudesse ter mais poder, que não se importava se as outras pessoas viviam ou morriam, que tratou a única pessoa que se importava com ela como combustível, ou ração, meramente existindo para ser consumido pelas chamas de seu sonho de tornar humana.

darling-in-the-franxx-episode-12-image-9
A crescente frustração da Zero Two e seu ódio contra o que ela é a levaram a um colapso mental.

No fundo, a sua frustração por saber que não importa quantos Urrossauros matasse, jamais se tornaria humana, a levou para dentro de uma espiral de angústia que fora convertida em total desprezo pela vida dos outros e em ódio a tudo e todos.

É justamente quando o Hiro e o próprio esquadrão 13 decidem a perdoar e focar no futuro que ela dá uma espécie de 180º. Isso acontece justamente pelo fato do Hiro ter percebido que não somos perfeitos do jeito que somos, na verdade a nossa imperfeição e como nos relacionamos com ela é o que nos faz humanos, com efeito, mesmo sem se tornar humana, a Zero Two tornou-se humana ao aceitar sua própria condição, ao passo que busca se aprimorar.

Zero Two Blumenkranz (coroa de Flores) Darling in The FranXX.jpg
Vi muita gente falando em mudança de personalidade ou que o personagem havia sido destruído em nome de um romance mela cueca, mas acho que essas críticas um tanto quanto ranzinzas, pois deixam de levar em conta as razões da Zero Two ser como era. (Ainda farei um texto sobre essa montanha russa de emoções dela)

A própria Ichigo, Futoshi, Zorome e Mitsuru passam por importantes transformações de caráter ao longo da série (mas isso é assunto para outro texto).

Se os grupos apresentados ali em cima tiveram que lidar com consequências de sua opção pela estagnação, os adolescentes tem de fazê-lo com sua recém adquirida liberdade.

Desde o trabalho duro na roça, aos constantes colapsos mentais, os novos adultos descobrem, como o próprio Goro cita, que a liberdade não é essa panaceia, mas muito trabalho duro e responsabilidades. De certa forma, a série nos mostra as 3 fases da vida contemporânea, a infância, quando somos completamente controlados pelos nossos pais em troca de não sermos responsáveis por nada, a adolescência, na qual temos algumas responsabilidades, mas ainda somos completamente dependentes, ou parasitas como a série cita, não precisamos nos preocupar em fazer nossa comida, lavar a roupa ou decidir para onde queremos ir, em compensação não temos liberdade.

Nana e responsabilidades.jpg
Às vezes estamos tão acostumados com adolescentes estilo Lelouch ou Naruto, que esquecemos que são muito menos maduros do que a maioria das histórias nos faz crer.

Por fim, chegamos a fase adulta, quando não temos mais as figuras paternas ao redor de nós, nosso “Papa” já não tem mais responsabilidades conosco, e embora tenhamos liberdade, temos a responsabilidade que é consequência dela.

E as consequências são numerosas em Darling in The FranXX.

Para listá-las, Kokoro está gravida de Mitsuru, a Terra foi consumida até virar um lugar seco e sem vida, os adultos imortais foram todos consumidos pelos VIRM, a Ikuno provavelmente não irá viver por muito tempo, os Nines menos ainda, os próprios Nana e Hachi agora precisam tomar as rédeas da situação e, ao que parecem, meio que se tornaram o pai e a mãe das crianças.

Best Boy Goro.jpg
Top Socão.

E é claro, a Zero Two virou uma batata porque seu corpo está dentro da Strelizia Apus lutando no espaço sideral.

O próprio Hiro se entrega a uma espécie de apatia profunda, que é demonstrada pelo fato dele não ter sequer uma palavra para o Mitsuru quando este vai lhe pedir ajuda.

Claro, tudo isso vai sendo construído ao longo do episódio e é amarrado nas cenas em que o Best Boy Bro Goro confronta o Hiro junto com o resto do esquadrão 13 e a cena final na qual todos olham as estrelas e decidem seu futuro.

Goro e Ichigo Darling in The FranXX crescimento e amadurecimento.jpg
Uma das coisas mais legais dessa história é que ela nos coloca os desafios mais parecidos com os que temos em nossas vidas como mais complicados do que os mais fantasiosos, aqueles que envolvem mechas biológicos gigantes e monstros da Terra Oca ou do Espaço Sideral.

Como o próprio nome do episódio, Stargazers, aponta, enquanto observam os astros, se preparam mentalmente para sua batalha final.

Agora foram completamente desenvolvidos e são de facto adultos e precisam enfrentar as consequências disso.

Dino Couple.png
Nos resta esperar para ver se irão terminar com o Dino Couple junto ou irão seguir com o tropo do Aka Oni e Ao Oni (Ogro Vermelho e Ogro Azul)

____________________________________________________________________________________________

Se você gostou do artigo acima talvez queira se aprofundar lendo os seguintes textos:

Referências e Dicas de Leitura:

  1. “PARASITES” IN DARLING IN THE FRANXX (AND ROBOT NAME FLOWER MEANINGS)
  2. Darling in the FranXX (Mangá)
  3. Thoughts & Feelings Column: Darling in the FRANXX – Episode Eight
  4. Family sex roles and teenager influence
  5. Identifying and Dealing with the Adaptability Needs of an Unwed Pregnant Teenager
  6. Family Sex Communication and the Sexual Desire, Attitudes, and Behavior of Late Adolescents

 


Um comentário sobre “Darling in The FranXX – consequências e crescimento

  1. Ola cara, tu estas a fazer um ótimo trabalho, eu gostaria de saber o que você acha sobre o pensamento sobre o certo e errado do personagem Guerreiro do Boi do Anime: Shuuni Taisen, achei muito complexo então queria saber o que você acha, ele fala isso com uma outra personagem nos últimos episódios. Agradeço desde já, esperando por resposta.

    Saudações.

    Curtir

Deixe uma resposta para Anônimo Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s